culturanavegante@gmail.com

visite o dengo-dengo cartoneiro - projeto de formação de leitores
http://dengodengocartonero.blogspot.com/

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Concurso estadual de poesia Portonave










Concurso Estadual de Poesia
“PORTONAVE
Homenagem a Vicente Cechelero




CONCURSO ESTADUAL DE POESIA “PORTONAVE” EM HOMENAGEM A VICENTE CECHELERO

O Instituto Caracol em parceria com a Fundação Cultural de Navegantes e o patrocínio da PORTONAVE, informa que estão abertas as inscrições para o 1º Concurso Estadual de Poesia “Vicente Cechelero” 2011.
O concurso visa a publicação de um livro de poesia de autor inédito residente no estado de Santa Catarina. O concurso homenageia Vicente Cechelero, poeta natural de Ascurra, Santa Catarina, nascido em 1950.  Licenciado em Filologia Portuguesa e Espanhola pela Universidade de São Paulo. Em 1981, seguiu o curso de especialização em ensino filológico e língua espanhola na Universidade de Madrid. Tem trabalhos publicados em revistas do Brasil e traduções. Publicou os livros Só Matéria no Mundo (Cortez, 1997) e A Língua das Sombras ( Giordano, 1998). No ano de 2000, Veio visitar sua mãe que morava em Navegantes, quando sofreu uma parada cardíaca fatal. Está sepultado no cemitério desta cidade, que agora o homenageia.

1. PARTICIPAÇÃO

1.1 Podem participar do Concurso candidatos que apresentem poesias inéditas, escritas em língua portuguesa.

1.2 O autor deve residir no estado de Santa Catarina.

2. INSCRIÇÕES

2.1 De 05 de Agosto de 2011 a 25 de outubro de 2011.

2.2 Os originais devem ser enviados para Sede do Instituto Caracol, situada na Av. João Sacavém, 160 Centro, Navegantes, S.C. CEP: 88375-000.

2.3 As inscrições poderão ser feitas, também, via postal, cuja data de postagem não poderá ultrapassar a data limite da inscrição.

2.4 Cada autor poderá inscrever-se com 01 (hum) volume de no mínimo 30 e máximo de 45 poemas inéditos e em língua portuguesa.

2.5 Os trabalhos serão apresentados no original, em 02 (duas) vias impressas, e não deverá conter nenhuma informação que possibilite a identificação do autor, e encaminhados da seguinte forma:
a) envelope “A”, devidamente lacrado, contendo os dados de identificação do autor (nome completo, endereço, telefone, e-mail), uma pequena biografia, títulos dos trabalhos e o nome do concurso escrito no seu exterior.
b) envelope “B”, contendo as 02 (duas) vias impressas, e o envelope “A”.

2.6 O envelope “A” somente será aberto após a Comissão Julgadora emitir o seu veredicto.


3. JULGAMENTO
3.1 A seleção dos trabalhos será efetuada por uma Comissão Julgadora especialmente designada pelo Instituto Caracol, integrada por 02 (dois) membros, de comprovada vinculação com a área literária, que disporá de 30 (trinta) dias para realizar seu trabalho.

3.2 A Comissão Julgadora do Concurso terá plena autonomia de julgamento, não cabendo recurso às suas decisões.

3.3 O resultado do Concurso será divulgado na imprensa e no blog próprio da Fundação Cultural de Navegantes (http://culturanavegantes.wordpress.com/ )e pela página do Instituto Caracol (www.institutocaracol.org.br)

3.4 O processo de seleção e julgamento será registrado em ata firmada pelos membros da Comissão Julgadora.


4. PREMIAÇÃO

4.1 A Comissão Julgadora deverá selecionar 01 (um) trabalho que terá uma edição de 500 exemplares no formato 13X19 em papel off set e capas cartão suprema 250gr.
4.2 Da tiragem de 500 exemplares, 100 ficarão com a Fundação Cultural de Navegantes que distribuirá nas bibliotecas das escolas municipais.

5. DISPOSIÇÕES FINAIS

5.1 Serão desconsideradas as inscrições que não atenderem o que estabelece este Edital.

5.2 Os vencedores serão comunicados pelo Instituto Caracol prazo máximo de 01 (uma) semana, após a publicação do resultado.

5.3 Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Julgadora, Instituto Caracol e pela Fundação Cultural de Navegantes.
5.4 Fica vedada a participação de membros da Comissão Julgadora.

5.5 Os trabalhos inscritos não serão devolvidos aos autores em hipótese alguma.

CRONOGRAMA

Inscrições: de 05 de agostode 2011 a 25 de outubro de 2011.

Julgamento e divulgação do resultado: primeira quinzena de dezembro de 2011.


Sobre Vicente Cechelero

Vicente Cechelero nasceu em Ascurra S.C. em 1950. Nos salesianos escreve primeiras canções (1963). Em 1968, ano em que acontecem várias revoluções no comportamento da juventude, Vicente Cechelero é secundarista em Curitiba e adere à luta estudantil contra a ditadura. Em 1969 radica-se em São Paulo. Recita Bertold Brecht com Maria Cohen no Teatro Casarão. Ingressa na USP em 1976 para estudar literatura, Faz revisão, tradução, prefácios (Stevenson, Durrel, Borges, Ortega y Gasset e outros). Em 1981 vai para Madrid estudar filologia e Língua espanhola, com Miguel Alvar (orientador), Carlos Bousoño, Luis Rosales, Antonio Quilis, Josefa Canellada. Faz mestrado sobre Borges na USP, mas desiste, em plena tese, porque “Borges é fino demais para o Brasil”. Escreve n’O Estado de São Paulo, Foha de São Paulo, Isto É, A Notícia, etc. Em 1990, a editora da UFSC, dirigida pó Salim Miguel, por unanimidade do conselho, “desaprova” a publicação de Só Matéria do Mundo.
Seus textos foram publicados o International Poetry Year Book 1998 (Univ. do Colorado, EUA); Só Matéria do Mundo (S.Paulo, 1991); in Antologia da Nova Poesia brasileira (Rio, 1992) A língua das Sombras ou O livro dos Desertos (Giordano:1997) e esparsos incluindo ensaios como “Borges em São Paulo”, publicado postumamente no volume Borges no Brasil (Unesp: 2001).
Recebeu por Só Matéria do Mundo, o premio de melhor livro de poesia dado pela APCA, 1991; Premio Olavo Bilac, Academia Brasileira de Letras, 1993. Tem inéditos de poesia, prosa, teatro e traduções, além do volume de poemas Dentro do dia Sitiado (inédito).
Sua poesia vincula-se à estirpe dos poetas que não se separam do mundo em que vivem para escrever, sua estética não privilegia a palavra separada do mundo, sua linguagem permeia os limites de seu mundo com suas mazelas. A poesia de Vicente Cechelero é um objeto de arte potente na medida em que relê a tradição para produzir uma escritura que caminha pari-passo com a modernidade e os problemas da sociedade. Poeta singular de nossa literatura, precisa ser divulgado e homenageado pela terra que o guarda em Navegantes.


terça-feira, 16 de agosto de 2011

OLHA O PEIXE!

No último dia 05 de agosto, na noite do lançamento do concurso de poesia Portonave, o Instituto Caracol lançou a primeira edição do jornal Cultural Olha o Peixe! que teve o apoio da Portonave. O periódico pretende ser mensal declara este que escreve que é quase o mesmo que aquele que edita. Esperamos poder continuar as edições para poder oxigenar a movimentação cultural da cidade, mostrando o que aqui há e trazendo um pouco do que há por aí. Quem quiser contribuir mande receitas, sugestões, contos, poemas,  para contato@institutocaracol.org.br.


Concurso estadual e escolar de poesia

O Instituto Caracol, a Portonave e a Fundação Cultural de Navegantes, lançaram dia 05, os concuros de poesia Porotnave em homanagem ao poeta Vicente Cechelero. O concurso em âmbito estadual é voltado para autores inéditos e publicará o livro do vencedor. O concurso escoalr, vale para escolas municipais e estaduais e premiará três categorias com bicicletas e livros.

Inscrições e regulamento

Para participar do concurso Estadual, o poeta deve enviar no mínimo 30 e no máximo 45 poemas inéditos, em duas cópias, sem exceder o número de 60 páginas, digitados em fonte “Times New Roman 12” para o Instituto Caracol (Rua João Sacavém, nº 160, Centro – Navegantes (SC), Cep: 88375-000) até o dia 25 de outubro, vale a data da postagem do Correio.

As escolas receberão fichas de inscrição e deverão anexar a cada ficha quatro cópias dos poemas que irão concorrer em cada categoria e enviar para a Fundação Cultural de Navegantes (Rua Arnaldo Passos, 662, Centro – Navegantes (SC), Cep: 88375-000) até o dia 25 de outubro.




Palestra sobre Poesia de Vicente Cechelero

Acontece na quarta feira, dia 24-8, às 19 h,  no auditório da Portonave, mais uma edição do Projeto Embraque no Saber, programa de incentivo ao conhecimento. Nesta edição eu falarei um pouco sobre o concurso de poesia Portonave em homenagem ao poeta Vicente Cechelero e sobre a poesia do poeta de Ascurra  sepultado em Navegantes. Todos podem assitir, basta doar um kit de materiais escoalres. O tema da conversa vai ser o tempo e o mundo, representações que são construídas individualmente e que se chocam com o imaginário que se pretende coletivo. A poesia deVicente será lida sob estes aspectos, a saber, como ler a poesia 'colada' na cidade, no mundo, no tempo. Vamos ver aonde vamos... estão todos convidados.

Lançamento de Quando cai um rio do céu

Amanhã quarta feira dia 17 haverá o lançamento de Quando cai um rio do céu, livro do Daniel Rosa dos Santos. O livro de narrativas tem com opano de fundo a enchente de 2008 e põe o leitor diante de cenas que vão do grotesco ao dramático, passando é claro pelo político. É o primeiro livro de narrativas do Daniel que é também contador de histórias e comando o grupo Nhoc de contadores de história. Recentemente ganhou opremio funarte para desenvolver oficinas de contos e narrativas de histórias em três estados brasileiro.  Quando cai um rio do céu é um livro feito pela Papa Terra Editora que faz sempre bons livros. 
 O lançamento acontecerá na Livraria Casa Aberta, na rua Lauro Müller, 83 em Itajaí, ao lado da Caixa Econômica, 20 horas.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Marcha para o Oeste Parte 4- visita ao assentamento do MST

depois do primeiro dia de oficina emsão miguel, saímos cedo para ir à argentina na fronteira com dionísio cerqueira. feito isto partimos para o objetivo principal desta saída de campo: conhecer Conquista da Fronteira, o primeiro assentamento do MST em Santa Catarina que completará 23 anos no mês de julho. o assentamento fica a trinta quilômetros do centro da cidade de dionísio cerqueira em direção a flor da serra. em uma área de mais de 18 mil hectares, vivem 53 famílias numa sociedade organizada na qual todos os moradores trabalham em sisitema de cooperativa produzindo leite e derivados e prestando serviços para empresas da região principalmente no processamento de frangos. atualmente existem mais de 150 cabeças de gado produzindo leite, material que é enviado a uma cooperativa de derivados em São Miguel do Oeste. o plantio de subsistência fornece para todas as famílias alimentação orgânica disponível na horta comunitária. há também as lavouras maiores destinadas ao comércio para complementar a renda dos trabalhadores. todo o sistema é cooperado, desde a administração que é eleita periódicamente podendo se candidatar qualquer membro da comunidade. as mulheres também trabalham na cooperativa mas apenas quatro horas para que sobre tempo de contato com os filhos e outras atividades pessoais. andreson foi o jovem diretor que nos acompanhou mui gentilmente, pois não havíamos agendado visita. o assentamento possui uma agenda de visita que abre dois sábados por mês. segundo anderson, dois sábados são reservados para visitantes e dois para as vivências e discussões que servem para manter o ideal e as políticas de convivência bem como o trabalho da comunidade. a este respeito, lembro do comentário de anderson que para o segundo semestre e o próximo ano, as atividades da cooperativa dobrarão. serão ampliados os espaços de abate de frango e a produção, mas alguns trabalhos serão tercerizados. a decisão de tercerizar parte do trabalho foi tomada para manter as vivências das famílias, para que as pessoas não precisem entrar no ritimo mercadológico da jornada de oito horas, "precisamos manter nossa qualidade de vida e os momentos de discussão".
visitamos também a ciranda infantil, o jardim de infância da comunidade e a escola de ensino fundamental. depois os alunos maiores vão estudar fora assim como os jovens também cursam nivel superior saempara estudar com transporte feito por um onibus da prefeitura. na visita apresentamos o projeto de cartonaria e deixamos alguns livros para a bilioteca da escola. o ritimo da escola e as relações interpessoais são sensivelmente diferentes. visitando uma escola assim pensamos que é inveitavel comparar com as escolas das cidades onde o número de alunos e o sistema de ensino transformam a sala de aula em mais um setor do ritimo capitalista. experiência de organização e convívio.

voltando ao brasil

emdireção ao assentamento conquista da fronteira

Posto de saúde do assentamento

galpão de manipulação e procesamento do frango


horta comunitária

ciranda infantil, berçário e jardim de infância

crianças na ciranda


caminho da escola

apresentando a cartonaria


retornando para são miguel

terça-feira, 14 de junho de 2011

Marcha para o Oeste Parte 3







saímos de itá por volta das15:30. o próximo destino seria são miguel do oeste, previsto para chegar ás 18:30. fotografamso pela particularidade arquitetônica, a casa de cultura de Seara e depois nos embrenhamos nos interiores e fomos visitar o museu fritz plaumann. mais interior e chegamos em são miguel do oeste às 20:30, depois de um belo poente

Marcha para o Oeste Parte 2

Após três dias de oficinas, nos reunimos Patrícia, eu, Fernando e a Aline e partimos para Itá no domingo dia 12 de junho. Em Itá fomos visitar as torres da antiga igreja e depois a nova cidade. Uma cidade plantada no alto de uma colina com um visual que facilmente faz todos nós esquecermos que alí houve um grande impacto para o ecossitema que modificou-se com a barragem... Mas está bonito.
Tivemos uma experiência sensitiva ao saltarmos na maior tiroleza do estado, mais de 1700 metros. Conhecemos mais alguns pontos turísticos, percorremos o Mirante Caracol e depois fomos para o arvorismo ou arborismo, dependendo de qual lado da fronteira nascemos. Outra experiência ímpar também...

Prontos para tirolesa












 

Marcha para o Oeste Parte1

Saímos da feira do livro de Timbó, voltamos para Navegantes, e saímos na manhã seguinte para Concórdia onde começaria a segunda etapa da viagem. a primera foi Timbó com a Oficina de Cartonaria e com ela viajaríamos para o oeste do estado de Santa Catarina.
Conhecemos gente boa, trabalhamos bastante, passeamos e fizemos algumas atividades que não estavam no roteiro original, mas que cresceram durante a viagem. Patrícia e eu descobrimos muito mais maneiras de desenvolver as oficinas. por mais que armássemos algumas variantes, sempre há o acaso, o fator surpresa, cultural, climático, expectativas... A cada oficina um mundo que sabíamos temporários e ainda assim proliferador de sentidos e narrativas que muitas, quiçá as melhores, não ficaram nos livros cartoneiros.






segunda-feira, 23 de maio de 2011

Palestra Vida Integral no Instituto Caracol


Integrando as ações da Semana do Meio Ambiente, o Instituto Caracol tem o prazer de receber a visita da Palestrante mineira Heloisa Maria Altavilla, coordenadora da clínica alma plus de Belo Horizonte que ministrará a palestra Vida Integral - O Despertar da Cosnciência Cósmica.

domingo, 22 de maio de 2011

Instituto Caracol

Na sexta feira dia 20 de maio organizamos no espaço cultural do Isntituto Caracol uma oficina para elaboração de projetos pra Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Navegantes. Recebemos a visita do jornalista Bryan Kormann qu egentilmente fez e editou este vídeo, mais uma ferramenta de divulgação dos trabalhos do Caracol na cidade. Em nome de toda a equipe agradeço.Para quem não pde participar, ficam algumas dicas.





quarta-feira, 18 de maio de 2011

Utilidade Pública - Doação de Sangue

O Hemosc está solicitando ajuda. 
Uma menina está internada no Hospital Infantil com queimaduras em quase 100% do seu corpo e está precisando com urgência de sangue do tipo B negativo.
Se você não puder ser doador, repasse, por favor, para sua lista de contatos.
A doação deve ser realizada no Hemosc, na Av. Othon Gama Deça, em Florianópolis.
Identificar a doação para N. M. H.
O código da paciente é 999020."

terça-feira, 17 de maio de 2011

oficina gratuita para elaboração de projetos para lei municipal de incentivo a cultura



O INSTITUTO CARACOL de Navegantes oferece aos artistas e produtores culturais uma oficina para elaboração de Projetos Culturais. É uma oportunidade para esclarecimentos sobre a elaboração de projetos culturais a serem encaminhados para a Fundação Cultural de Navegantes. A oficina será ministrada pelo escritor Cristiano Moreira e Patrícia F.C. Moreira nesta sexta feira, 20 de maio às 20 horas, no Espaço Cultural do Instituto Caracol, na Av. João Sacavém, 160.
 É a segunda edição da lei de Incentivo de Navegantes e neste ano o valor aumentou para R$ 250.000,00. As inscrições dos projetos junto a Fundação Cultural foram prorrogadas para 03 de junho e aproveitando o prazo maior o pessoal do Instituto  Caracol sempre trabalhando em prol da produção cultural da cidade, resolveu elaborar esta conversa para os produtores e artistas. Aproveitem que é de graça.

O que: Oficina para elaboração de projetos culturais
Quando: sexta-feria – 20 de maio 20 horas
Onde: Espaço Cultural do Instituto Caracol - Av. João Sacavém, 160.
Mais informações: 47 9948:4312 ou 9621:1301
Ou www.institutocaracol.org.br

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Itajara o fantasma do Farol

Edital Program de incentivo às RPPNs


O Programa de Incentivo às RPPNs da Mata Atlântica abre inscrições para seu X Edital de chamada de projetos com abrangência em toda a Mata Atlântica.
Serão investidos até R$ 500 mil no apoio à criação de novas reservas e à elaboração e implementação de Planos de Manejo.
O Edital com todas as informações necessárias à inscrição de projetos está disponível em: http://www.sosma.org.br/link/XEditalRPPNs.rar
As propostas devem ser encaminhadas até dia 20 de junho de 2011 (data de postagem) para:
Programa de Incentivo às RPPN da Mata Atlântica
A/C Mariana Machado
Avenida Paulista, 2073, Condomínio Conjunto Nacional, Torre Horsa 1 – 24º Andar – CJ 2407/2408, bairro Bela Vista
CEP: 01311-300 – São Paulo - SP
Dúvidas podem ser esclarecidas no email programarppn@sosma.org.br  ou pelo telefone 11 3262-4088 ramal 2226

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Navegantes

Começou nesta segunda-feira (25), as inscrições para os projetos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Navegantes.O prazo final é dia 20 de maio.

Para participar, os interessados devem se cadastrar na Fundação e entregar o formulário preenchido juntamente com a documentação necessária, conforme Decreto nº 793 de 14 de março de 2003.

o formulário você encontra aqui

terça-feira, 10 de maio de 2011

Para ler uma critica de poesia de verdade

PARA LER A VERA CRÍTICA DE POESIA
VISITE O BLOG DO POETA 
RONALD AUGUSTO

AQUI : http://poesia-pau.blogspot.com/

Leitura de Antonio Torres

Em 2000 se não me falha a memória estava na Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo. Era a primeira vez que visitava a jornada, a primeira de quatro vezes, ou seja, oito anos viajando para o a serra gaúcha para encontrar e conhecer escritores. Naquela ocasião voajamos Rogério Lenzi e eu pra divulgar o jornal  O Papa Siri editado pela Fundação Cutural de Itajaí. O jornal foi muito bem aceito e nós também diga-se de passagem. Dois jovens e desconhecidos escritores que continuam desconhecidos pero não tão jovens, mas que na época fomos convidados pelo poeta Affonso Romano de Santana para o jantar de confratenização entre escritores. Foi uma noitada que acabou para o Lenzi e eu nas margens da ferrovia, declamando versos junto com outros escritores.
Foi neste mesmo ano que o Nur- na escuridão de Salim Miguel dividiu o premio Zaffari Bourbon com Meu querido canibal de Antônio Torres. Pois bem. Na época não conhecia o Salim pessoalmente tampouco o Antonio Torres. Ao primeiro, devo ainda uma leitura do Jornada com Rupertt que em breve publicarei aqui.  Quanto ao Antonio Torres, o conehci finalmente na Feira de Livros de Joinville deste ano e o li pela primeira vez, na semana que sucedeu a feira. Ganhei do autor o livro Pelo fundo da agulha (REcord: 2006).
O relato fecha uma triologia  iniciada com Essa Terra (1976) e O cachorro e o lobo (1997). Neste livro temos a narrativa de Antão  Filho, o Totonhim. bancário aposentado que retorna ao lar depois de uma vida repleta de aventuras.volta para a imagem da mãe muito velha mas que ainda consegue enfiar uma linha no funda da agulha. Esta imagem é um catalizador para todas as memórias deste sujeito. todo o livro transcorre com meditação antes de dormir que o velho Totonhim elabora para recuperar algumas imagens que servem de fio para alinhavar sua história, suas dores e abandonos.
A narrativa possui um ritimo muito cadenciado, as estratégias de um narrador experiente que mantém o pulso durante todo o romance exigindo do leitor certa atenção para as mudanças de vozes e de tempos. Totonhim vai e volta em sua própria história e nos leva para diante de alguns quadros da história recente deste Brasil de trabalhadores e ditadores, de amores e abandonos, de esquecimentos em suam, matérioa de muita literatura. Através deste romance fui buscar a autora amerciana Carlson MC Cullers que não conhecia, e ainda não conheço pois comprei o livro e ainda não li, poi estavam outros autores na fila. Estes coemntarei na sequencia. Agradeço aqui a gentileza e a oportunidade de conhecer o Antônio Torres que, de quebra, contou histórias sobre Osman Lins. Grande abraço!

Poema de Cristiano Moreira

sempre sob céu entre estas morrarias
o atrito de aços, açoites são sonhos
dos navios contra a lâmina
plúmbea do rio nesta terça nublada.

quem olha por esta janela
é a criança que ainda ronda margens
é a prórpia margem outra
que outrora em infância eram imagens

desenhou os cilios do vale, os ciliares
vegetais que ornaram com o tempo
os pés de embaúbas e figueiras

árvores embaladas pelos segredos
dos peixes narrados na ora do remanso
quando o rio pára e sereno descansa

os barcos de todas as cores já escritas
em poemas por marcos, florianos
e tantos outros permanecem rondando

esta janela da qual estes olhos querem
sempre saltar como se vissem nas imagens
bateiras a remo partindo para outros rios

quinta-feira, 5 de maio de 2011

A hora de organizar a biblioteca

Oficina de Fotografia com MArcos Porto

Iniciou dia 04 no Espaço Cultural do Instituto Caracol, o Curso Básico de Fotografia com o fotógrafo Marcos Porto. Marcos Porto é fotógrafo do Grupo RBS com mais de vinte anos de experiência na grande mídia, recentemente recebeu o premio mundial Society New Design de melhor fotojornalista do ano de 2010. O Curso acontece nas segundas e quartas feiras às 20 horas e tem uma taxa simbólica de R$ 20,00 para não sócios e R$ 10,00 para sócios do Instituto Caracol. Caso você tenha vontade de participar ainda dá tempo. Inscreva-se através do e-mail contato@institutocaracol.org.br ou pelo telefone 47-99484312.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

1ª Mostra de Teatro Lambe Lambe de Itajaí


Inscreva-se nas Oficinas de Teatro lambe-lambe
Iníco dia 07 de maio - sábado

OFICINA 1 ::  MONTAGEM de TEATRO LAMBE-LAMBE 
De  07 a 23 de maio

Dias 07 e 14 [sábado] das 10h as 17h  com intervalo para almoço
Dias 09,11,12,13,16 e 23  das  18h30 as 21h30
Totalizando 08 encontros
OFICINA 2 ::  CONSTRUÇÃO DE CAIXAS DE TEATRO LAMBE-LAMBE
Com Marcelo Mello

Dias: 24, 25, 30, 31 de maio
Horário: 18h30 as 21h30


Inscrições:
3344 2664 - 9624 6790
ciandante@gmail.com